Como a escovação previne a cárie

escova de dente com doce

A cárie é a principal causa de perda dentária, por isso é importante fortalecer a cultura de prevenção e, assim, evitar o aparecimento de cáries em crianças e adultos através da escovação correta.

A escovação dos dentes tem a missão de eliminar a placa bacteriana, na qual milhares de microrganismos são encontrados. Estes decompõem os resíduos de alimentos, gerando uma substância ácida que é a causa da cárie dentária.

Sua gravidade deve-se ao fato de ser uma condição destrutiva que forma cavidades profundas na estrutura dos dentes. Com a escovação e cuidados certos é possível também evitar tratamentos como o canal dentário.

Aprenda neste artigo a cuidar da sua saúde bucal com a escovação:

Como evitar a cárie

Cárie, quando no início, começa no esmalte externo, não causa dor e é percebida apenas como uma mancha branca, esta seria a melhor hora para ir ao seu médico para evitar mais complicações.

Se, durante a primeira fase de cárie ela não for detectada e erradicada, ela pode se tornar grave, no qual se estende para a dentina -Tecido que está abaixo do dente- esmalte, o que pode gerar desconforto quando se mastiga, e sua cor se torna escura. A Cárie de terceiro grau atinge a polpa interna do dente e a dor que é gerada é persistente e intensa. Neste casos pode-se indicar o tratamento de canal.

O tratamento de canal é recomendado quando o dente foi muito afetado pela cárie, a técnica visa remover a polpa morta. Em seguida, o orifício é limpo com um líquido que também ajuda a eliminar qualquer infecção.

Alguns dos principais sinais que as pessoas com cáries apresentam são: dor nos dentes ao comer, mastigar ou durante a escovação; bem como a aparência de manchas brancas ou escuras.

A melhor maneira de prevenir a cárie dentária é através da higiene bucal e técnicas adequadas de limpeza informadas pelo profissional de endodontia. Escovar corretamente ajuda a reduzir seu aparecimento, os alimentos com maior capacidade de adoecer os dentes são aqueles ricos em açúcares. Sempre escove os dentes após todas as refeições e especialmente antes de ir para a cama e ao levantar-se.

Além disso, é necessário limpar a língua, pois apresenta irregularidades que são um foco para o acúmulo de microorganismos. Associada da limpeza diária, a ingestão de certos alimentos fibrosos, como maçãs, ajuda a prevenir o aparecimento de cáries.

Como está a escovação de seus dentes? Mantenha a sua saúde bucal em dia com a equipe Kazoku. Entre em contato!

A solução para a dentadura

dentadura molde

A dentadura se torna a solução mais comum na falta dos dentes naturais, com a modernidade dos tratamentos hoje, o paciente pode optar por um implante dentário ou prótese dentária fixa, já que as dentaduras comuns removíveis com o tempo sofrem desgaste, perdem a sua eficiência e ainda pode machucar a boca do paciente.

Dentaduras podem ser retiradas a qualquer momento com base nas necessidades do paciente. Elas geralmente são removidas à noite para limpeza adequada. As próteses dentárias mais populares são feitas com dentes protéticos plásticos tradicionais, mas há também prótese dentária com material superior que melhora a estética dentária por possuir uma cor semelhante à dos dentes originais. Estamos falando aqui de próteses de porcelana.

Entenda sobre este tratamento, confira o texto a seguir:

As vantagens das próteses dentárias para o paciente

Uma dentição artificial oferece grandes benefícios porque melhora a parte estética e funcional da boca.

Vantagens estéticas: Este é um dos principais benefícios, porque as próteses permitem preencher espaços onde os dentes foram perdidos. As pessoas encontram confiança em si mesmas graças à sua nova aparência. As próteses também podem substituir os dentes que estão em más condições. Elas melhoram a aparência do rosto, geralmente cuja a boca deixará de parecer oca por causa da ausência de dentes.

Benefícios funcionais: Mordendo, alimentação, expressão oral são os principais benefícios funcionais da dentadura e prótese dentária. Essas próteses têm uma vida útil entre 5 e 10 anos, se o paciente cuidar corretamente.

Preço: Dentaduras são a maneira mais econômica de substituir dentes perdidos. Existem diferentes opções de tratamento, tais como implante dentário e prótese, sendo este último o mais caro e requerendo acompanhamento prolongado. Se você estiver considerando dentaduras ou implantes, será de responsabilidade de um profissional do setor avaliar seu caso e aconselhá-lo sobre o tratamento mais adequado para você.

As diferenças entre o aparelho móvel e fixo

aparelho fixo

Para os diferentes tratamentos ortodônticos existem diferentes tipos de aparelhos, entre os quais alguns são fixos e outros removíveis. Cada tipo de aparelho é usado em certos casos para tratar alguns tipos de problemas específicos. Abaixo, apresentaremos algumas das principais características e diferenças entre o aparelho ortodôntico móvel e fixo:

Aparelho dentário móvel

Os aparelhos móveis são aqueles que podem ser facilmente colocados e removidos a qualquer momento pelo paciente, e sua operação é simples. Eles geralmente são feitos a partir de um molde retirado da boca do paciente.

Estes incluem alinhadores, usados ​​tanto em crianças quanto em adultos para corrigir mal-posições dos dentes, que podem e devem ser removidos durante a refeição ou higiene bucal para que não incomodem. No entanto, eles geralmente têm uma capacidade de correção menor e mais limitada do que os aparelhos fixos e não podem corrigir certos problemas mais acentuados ou sérios para os quais um fixo seria necessário.

Além disso, sua eficácia depende, em grande parte, se o paciente colabora e está usando o aparelho ortodôntico corretamente pelo tempo indicado, ou então não será eficaz.

É por essa razão que eles são normalmente usados ​​para corrigir problemas mais simples e / ou menores, onde não é necessário usar aparelhos fixos, e é menos irritante ou dispendioso usar um aparelho dentário removível.

Aparelho dentário fixo

Por outro lado, existem os aparelhos fixos, que têm uma colocação complexa e só podem ser colocados e removidos pelo dentista especialista em ortodontia, que deve estar devidamente qualificado para colocá-los da maneira correta.

Normalmente, eles têm uma capacidade corretiva maior do que os removíveis, para que possam corrigir problemas mais acentuados ou graves. Eles também têm a vantagem de que não há possibilidade de o paciente não usá-los durante o tempo indicado e não cumprir o tratamento, já que ele não pode retirar o aparelho ortodôntico sozinho.

Em qualquer caso, recomendamos que, em caso de dúvida, fale diretamente com o seu dentista. Em nenhum lugar você será capaz de se aconselhar melhor do que em sua clínica odontológica.

Como tirar o tártaro dos dentes?

dentista trabalhando

O tártaro forma um depósito amarelo duro nos dentes, principalmente ao redor das gengivas e atrás dos dentes anteriores do fundo – espaços geralmente deixados para trás pela escovação.

Isso geralmente faz com que os dentes não pareçam atraentes, com uma coloração amarela ou marrom, na borda entre as gengivas e os dentes, os resíduos podem ter uma cor ainda mais escura. Portanto, é percebido como uma espécie de “crosta” nessa área.

Apesar da boa higiene bucal, uma vez formado o tártaro, pode ocorrer cáries ou doença periodontal. Por isso consultar regularmente o seu dentista tatuapé é fundamental para evitar este tipo de problema.

Como remover o tártaro dos dentes? A escovação completa para prevenir a formação de tártaro é essencial. Saiba mais sobre o tártaro e conheça nossas dicas para combater esses problemas bucais.

Como tratar e prevenir o tártaro?

Uma boa higiene oral é essencial para prevenir o tártaro!

  • Escove os dentes duas vezes ao dia com creme dental com flúor por pelo menos dois minutos. Creme dental contém flúor e ingredientes ativos que combatem especificamente a formação do tártaro;
  • Use uma escova de dentes com cerdas macias;
  • Use fio dental todos os dias: não negligencie este passo, é essencial;
  • Lave com um enxaguante bucal;
  • Visite seu dentista a cada seis meses para uma avaliação dos dentes.

Dicas caseiras para eliminar o tártaro dos dentes

Apesar de alguns métodos ajudarem inicialmente, o procedimento mais eficaz é o que o paciente recebe na Clínica Odontológica. O dentista após a avaliação indicará o melhor tratamento e rotina de cuidados para eliminar e prevenir o surgimento de tártaros.

Confira as dicas:

1. Bicarbonato de sódio

O uso de bicarbonato de sódio é um dos métodos indicados para remover o tártaro que se forma nos dentes.

Como fazer isso?

  • Combine o bicarbonato de sódio com sal, umedeça-os com um pouco de água e esfregue-os nos dentes com a escova.
  • Deixe por 5 minutos e enxágue com bastante água.
  • Evite ingerir.

2. Morangos

Os ácidos naturais encontrados nos morangos são úteis para alterar o ambiente que as bactérias precisam para crescer nos dentes.

Sua aplicação reduz a escala, evita a perda de densidade e tem um efeito alcalino na boca.

Como fazer isso?

  • Corte os morangos em vários pedaços e amasse-os.
  • Esfregue-os nos dentes todos os dias durante pelo menos 7 dias seguidos.

Consulte o seu dentista regularmente

É importante consultar seu dentista zona leste pelo menos uma vez a cada seis meses para ter seus dentes verificados e limpos. Você será capaz de realizar um tratamento adequado para evitar problemas maiores na boca.

Além disso, escove duas vezes por dia e use fio dental: Tome estas simples ações cotidianas para manter seus dentes saudáveis ​​e seu sorriso radiante.

Caso você tenha alguma dúvida que queira esclarecer sobre este assunto ou queira entender melhor sobre os nossos tratamentos, marque uma consulta conosco. Estamos esperando por você!

5 Dicas para clarear os dentes

sorriso

Uma das primeiras coisas que você percebe quando conhece alguém é a sua boca. A imagem de um sorriso branco sempre produz uma impressão melhor. No entanto, existem alimentos e bebidas que mancham os dentes e, eventualmente, os deixam amarelados e sem brilho. Nos casos de dentes muito escuros o clareamento dental é o mais indicado.

Bebidas como café, chá ou refrigerantes estão nessa lista dos líquidos que mancham os dentes. Também o cigarro e a má higiene bucal ajudam a danificar a cor, ou seja, aumentam a porosidade do esmalte.

Desse modo, é preciso buscar tratamentos para clarear os dentes e também contar com métodos que garantam que a cor natural de seus dentes permaneçam por mais tempo. Confira as nossas dicas:

Alimentos benéficos

Do mesmo modo que há alimentos que são prejudiciais e colaboram para a perda da cor dos dentes, existem também aqueles que ajudam a manter o seu brilho e coloração, como as frutas e legumes: pêras, maçãs, cenouras, pepinos, couve-flor, alface, brócolis e espinafre.

Alguns por sua fibra, outros têm nutrientes que criam uma película protetora no esmalte dos dentes, evitando assim que fiquem manchados. Por sua vez, os queijos servem porque têm proteínas e gorduras para neutralizar os ácidos de outros alimentos. Também porque estimulam a produção de saliva que tem fósforo e cálcio, ajudando a remineralizar o esmalte.

Pasta de dentes

Os cremes dentais clareadores geralmente contêm entre 1% e 1,5% de peróxido de hidrogênio. Essa quantidade é suficiente para limpar as manchas superficiais do esmalte, pode ajudar muito na estética dental, mas é inútil contra a sujeira que se acumula dentro dos dentes (na dentina e na polpa), que é mais difícil de eliminar.

Se os seus dentes acumularem sujeira não seja superficial (algo muito provável em certas idades), você não poderá removê-la usando esses produtos. Mas para dentes com manchas profundas os tratamentos odontológicos são eficazes.

Enxaguantes bucais

A maioria dos dentistas recomendam escovar corretamente, usar o fio dental e usar um enxaguante bucal para ajudar a manter uma boca limpa, hálito fresco e dentes saudáveis. O uso do enxaguante bucal não é apenas necessário, mas também recomendado.

Há enxaguantes bucais para diferentes questões básicas, como, por exemplo; contra a cárie dentária, contra o mau hálito, para ajudar a limpar a ferida pós-operatória, para o tratamento de periodontite e gengivite (inflamação das gengivas) e para clarear os dentes.

Gel para clarear os dentes

O gel clareador é uma das opções que também podem ser encontradas em farmácias e usados em casa. Esse produto não promove o resultado como os tratamentos feitos na clínica odontológica, mas em alguns casos são eficazes.

Clareamento dental

Um clareamento dental é um tratamento odontológico, não é um tratamento meramente estético que pode ser feito em qualquer lugar. Ou seja, é um tratamento pelo qual você pode mudar a cor dos dentes tornando-os mais clara que deve ser realizada por um dentista licenciado que irá dizer pré-requisitos de saúde a cumprir.

Quer ter dentes mais brancos e bonitos? Marque sua consulta na clínica Kazoku e conheça os benefícios do clareamento dental.

Quando levar o bebê ao dentista pela 1ª vez

 

Seu bebê passa por momentos importantes todos os dias, e sua primeira visita ao dentista infantil é outro momento importante para incluir em sua rotina.

A primeira consulta do seu filho ao dentista infantil deve ocorrer depois que o primeiro dente aparecer. Por que tão cedo? Assim que seu bebê tiver dentes, ele pode desenvolver uma cavidade. Por isso entender quais os cuidados para a saúde bucal de seu filho podem ajudar para que no futuro ele tenha um sorriso saudável para a vida toda.

Examinando os dentes do bebê

É aconselhável fazer a primeira consulta com o dentista no primeiro ano de vida. Por quê? Por ter sido observado que muitas crianças antes dos 3 anos de idade já sofreram lesões (golpes) nos dentes, têm cárie (cárie desde a infância ou por causa da mamadeira) ou problemas associados à oclusão por conta de hábitos errados de higiene bucal.

Assim, estabelecendo a primeira revisão ao dentista ao longo de 12 meses de idade pode começar com medidas preventivas em termos de hábitos e limpeza bucal. Todos esses cuidados podem ajudar e favorecer um bom desenvolvimento dentário dos menores da casa.

A Odontopediatria examinará os dentes e as gengivas para analisar se os dentes do bebê são de cor branca uniforme. Verificar se não há alterações no crescimento normal das mandíbulas ou posição dentária que possam estar associadas a hábitos como chupar o polegar ou outro dedo, uso de chupeta, respiração oral, etc. Ensinando os papais e mamães o cuidado oral que devem ter quando se trata de limpar as gengivas e os dentes de leite.

A consulta de crianças ao dentista

O dentista para criança fará uma revisão dos dentes e gengivas para verificar possíveis problemas como mordida cruzada, alterações abertas e o crescimento será avaliado e, provavelmente, começará um registro médico e odontológico da criança. É hora de corrigir os maus hábitos a tempo e introduzir bons hábitos de limpeza desde o início.

Na hora de ir ao dentista, os pais devem se esforçar para transmitir aos filhos uma sensação de confiança e segurança. É necessário que a criança e o dentista tenham um bom relacionamento e não criem medos no início.

Tratamento de Canal: o que você precisa saber

O tratamento de canal é um recurso confiável que os dentistas usam para salvar um dente. Às vezes, o núcleo mole do dente (a polpa do dente), que está dentro do dente, fica inflamado ou infectado. Isto pode ser devido à formação de cárie profunda, vários procedimentos dentários praticados no dente em questão, fraturas ou um impacto sobre o dente.

Extrair os dentes cuja polpa dental sofreu alguma condição ou lesão é considerada uma técnica antiga. Atualmente, o dentista utiliza a Endodontia para identificar a origem da condição da polpa dentária e tratá-la.

Saiba mais:

Quais são os sintomas que indicam a necessidade de um tratamento de canal?

Alguns dos sintomas que devem ser atendidos são dor, inchaço, descoloração do dente, bem como inflamação e sensibilidade nas gengivas. No entanto, às vezes não há sintomas.

O que acontece quando a polpa dentária é lesada?

A polpa dentária é o tecido mole dentro do qual estão os nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo. Ela fica localizada dentro do dente e se estende da coroa do dente até o final da raiz, que está no osso da mandíbula.

Quando a polpa dental sofre alguma condição ou lesão e não consegue se regenerar, ela morre. As causas mais comuns pelas quais a polpa dentária morre são a fratura de um dente ou a existência de uma cárie profunda. Ambas as lesões permitem a entrada de germes (bactérias) na polpa dentária. Os germes podem causar uma infecção dentro do dente. Se a infecção não for tratada, ocorre um acúmulo de pus no final da raiz que se torna um “bolsão de pus” chamado abcesso. Os abcessos podem danificar o osso que envolve o dente.

Como o tratamento de canal é realizado?

O dente afetado é perfurado e a polpa é removida. A câmara pulpar e o canal radicular são então limpos, aumentados e moldados, e então reabastecidos. Após o tratamento no canal dentário afetado ele poderá durar a vida toda se o paciente manter os cuidados necessários e indicados pelo endodontista.

Como é feito implante dentário?

A cirurgia de implante dentário é um procedimento que substitui as raízes dos dentes por parafusos de metal, é um tratamento usado em casos que é preciso substituir o dente perdido ou danificado por um dente artificial que irá desempenhar a mesma função que os dentes reais.

Os implantes dentários são feitos de dióxido de titânio, um material que, diferentemente do que muitos acreditam, não produz rejeição e é capaz de se ligar intimamente ao tecido ósseo após um período de tempo.

Saiba mais:

 

O que o processo de implante envolve?

A Implantodontia é realizado através da cirurgia oral após a sedação. O implante dentário deve ser colocado cirurgicamente no osso maxilar. Se a mandíbula não é espessa o suficiente ou é muito mole, um enxerto ósseo pode ser necessário antes de realizar a cirurgia de implante dentário.

O enxerto ósseo pode criar uma base mais sólida para o implante dentário. Com um enxerto ósseo, um pedaço de osso é removido de outra parte da mandíbula ou osso e transplantado para a mandíbula onde o implante será feito.

Existem várias contra-indicações para a colocação de uma prótese dentária, por esta razão, antes de fazer este tipo de intervenção, o médico deve ser informado de todos os problemas de saúde do paciente.

O recomendado é realizar todos os testes necessários e garantir que nenhum problema de saúde interfira o procedimento e também para ver que tipos de tratamentos dentários alternativos existem no caso de detecção de quaisquer contra-indicações. Também é muito importante informar seu médico sobre alergias à anestesia ou outros medicamentos.

 

Cuidados com a prótese dentária

Os implantes dentários diferentemente dos dentes naturais não são propensos à cárie dentária, mas o paciente deve manter a limpeza adequada indicada pelo dentista para promover a saúde bucal contínua. Se não forem bem cuidados os implantes dentários podem inflamar as gengivas e causar a perda óssea.

Embora a inflamação e a infecção localizadas ao redor dos dentes sejam conhecidas como doença periodontal, em torno dos dentes implantados acontece um processo similar chamado de peri-implantite. Por isso é necessário que o dentista avalie as medidas necessárias para manter os implantes dentários limpos e saudáveis ​​no tecido, mas, acima de tudo, o paciente deve fazer a rotina de limpeza diária com a escovação e fio dental.

 

 

Tempo de cicatrização do procedimento

O tempo de cicatrização dos implantes dentários varia, pois dependerá da qualidade do osso do paciente e geralmente é prolongado nos casos em que é necessário realizar procedimentos complementares. Em geral, os implantes dentários podem levar de dois a quatro meses para o osso curar.

5 sinais que você precisa de aparelho dentário

O aparelho ortodôntico tem a finalidade de corrigir problemas relacionados a mordida torta, dentes desalinhados e espaçados entre muitos outros casos e, quando não são tratados corretamente pode fazer com que haja impactos negativos em sua saúde oral.

Por isso, ir ao dentista para fazer uma análise dos dentes e verificar se é necessário o uso do aparelho dentário é essencial. Sendo assim, é preciso marcar uma consulta com um ortodontista para determinar se é necessário realizar qualquer ação, seja agora ou no futuro.

Acompanhe o texto e saiba quais os sinais que indicam que você precisa usar o aparelho dentário:

aparelho

Dentes tortos ou desalinhados

Este é o motivo mais comum para buscar tratamento ortodôntico, principalmente em crianças. Isso ocorre basicamente quando não há espaço suficiente na boca para todos os dentes, sem espaço adequado, os dentes se acumulam resultando em dentes tortos.

Infelizmente, a superlotação tende a piorar com o tempo e pode complicar até mesmo a simples tarefa de escovar e usar fio dental, o que requer mais tempo e esforço para limpar todos os dentes adequadamente. O que pode causar o acúmulo de placa que, por sua vez, faz surgir a cárie dentária, mau cheiro, doenças nas gengivas e perda de massa óssea ao redor dos dentes.

O aparelho ortodôntico em idade precoce ajudará a alinhar e endireitar os dentes, a fim de evitar futuros problemas de dor e saúde bucal, reduzindo o risco de cáries e doenças gengivais.

Mordida profunda ou sobremordida

A severidade da sobremordida pode variar, mas uma sobremordida é freqüentemente notada quando os dentes da frente se projetam muito mais do que os dentes inferiores. Uma mordida aumentada pode causar os seguintes problemas de saúde bucal:

  • Maior risco de trauma nos dentes da frente;
  • Aumento significativo da probabilidade de fratura dos dentes da frente na causa da lesão;
  • Complicações e redução da longevidade da restauração dentária.

Estes fatores podem indicar a necessidade de uso de aparelho dentário.

Mordida Cruzada

Uma mordida cruzada é uma mordida em geralmente o dente superior está por trás do dente inferior oposto. Se não for tratado, esse problema pode causar:

  • Desgaste excessivo ou fratura de ambos os dentes;
  • Aumento da recessão das gengivas dos dentes afetados;
  • Crescimento mandibular assimétrico.

Mordida Inferior

Uma mordida inferior é uma mordida na qual todos os dentes frontais superiores estão atrás dos dentes inferiores da frente. Este sinal é geralmente associado a um tamanho desproporcional da mandíbula e pode causar os seguintes problemas:

  • Aparência facial desequilibrada;
  • Envelhecimento facial acelerado;
  • Dificuldade em morder e mastigar.

Mordida aberta

Uma mordida aberta é uma mordida anormal na qual os dentes da frente não se tocam.

Isso pode causar:

  • Dificuldade em morder;
  • Problemas de fala, como também dores de cabeça.

Os sinais indicados acima podem determinar a necessidade de tratamento com aparelho dentário, no entanto, o recomendado é realizar uma consulta com foco em ortodontia com a Kazoku Odontologia, examinaremos os dentes e toda a boca para fazer uma verificação completa e indicar o melhor tratamento para ter um sorriso saudável e bonito.

Entre em contato!

Higiene bucal: Passo a passo

A sua saúde bucal possui um grande efeito sobre sua aparência e sua confiança, por isso é preciso que você realize corretamente uma rotina saudável de higiene bucal.

A higiene bucal é, sem dúvida, uma das medidas de prevenção mais importantes, pois com os cuidados certos é possível diminuir a incidência de cárie e doença periodontal, uma vez que essas patologias estão intimamente relacionadas ao acúmulo de placa bacteriana.

Além da consulta regular ao dentista o paciente deve fazer sempre uma boa higiene bucal em casa, cuidando para que os dentes permaneçam saudáveis e bonitos.

 

Abaixo estão algumas dicas sobre como deve ser sua rotina de higiene bucal:

Como deve ser sua rotina de higiene bucal?

O primeiro passo para realizar a higiene dos dentes é escolher a escova e creme dental que sejam adequadas para uma boa escovação e sua necessidade. Tome cuidado, pois escovas com cerdas duras podem produzir lesões.

O creme dental tem o objetivo primário de fornecer efeitos benéficos que protejam contra a incidência de doenças bucais, como a cárie, redução da hipersensibilidade dentária e doença periodontal.

Cada pessoa precisa de um tipo de escova, pois há no mercado com tamanhos e cerdas diferentes, o ideal é perguntar ao seu dentista o modelo ideal para o seu caso em suas consultas ao consultório odontológico.

O tempo ideal de duração da escovação é de pelo menos 2 minutos. Procure fazer a escovação dos dentes com movimentos circulares para que a escova possa atingir toda a anatomia gengival para controle completo da placa dentária e outros problemas que possam afetar seus dentes por falta de uma boa higienização.

 

 

É de suma importância incorporar as técnicas e métodos de limpeza indicadas por seu dentista para a higiene bucal diária. A limpeza dos espaços é eficaz para reduzir a inflamação gengival e a cárie.

Por isso, o recomendado é usar o fio dental após a escovação, ele ajuda a remover os alimentos que ficam acumulados entre os dentes. Mas preste atenção ao usar fio dental, pois pode machucar a gengiva se for usada de maneira errada.

Depois de usar o fio dental você pode finalizar com um enxaguante bucal. Os enxaguantes bucais ajudam a complementar as medidas preventivas de controle da placa bacteriana e melhorar a halitose. Opte por utilizar um enxaguante recomendado por seu dentista.

O último passo para ter uma higiene bucal eficaz é visitar seu dentista em consultas regulares a clínica odontológica para garantir que a técnica e rotina utilizada estão sendo feitas corretamente.

Durante a sua consulta pergunte ao seu dentista se há algo que você deve prestar atenção extra durante a sua rotina de higiene bucal e caso precise de uma limpeza mais profunda ele te mostrará o melhor tratamento para que tenha uma boa saúde bucal.