Tratamento de Canal: o que você precisa saber

O tratamento de canal é um recurso confiável que os dentistas usam para salvar um dente. Às vezes, o núcleo mole do dente (a polpa do dente), que está dentro do dente, fica inflamado ou infectado. Isto pode ser devido à formação de cárie profunda, vários procedimentos dentários praticados no dente em questão, fraturas ou um impacto sobre o dente.

Extrair os dentes cuja polpa dental sofreu alguma condição ou lesão é considerada uma técnica antiga. Atualmente, o dentista utiliza a Endodontia para identificar a origem da condição da polpa dentária e tratá-la.

Saiba mais:

Quais são os sintomas que indicam a necessidade de um tratamento de canal?

Alguns dos sintomas que devem ser atendidos são dor, inchaço, descoloração do dente, bem como inflamação e sensibilidade nas gengivas. No entanto, às vezes não há sintomas.

O que acontece quando a polpa dentária é lesada?

A polpa dentária é o tecido mole dentro do qual estão os nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo. Ela fica localizada dentro do dente e se estende da coroa do dente até o final da raiz, que está no osso da mandíbula.

Quando a polpa dental sofre alguma condição ou lesão e não consegue se regenerar, ela morre. As causas mais comuns pelas quais a polpa dentária morre são a fratura de um dente ou a existência de uma cárie profunda. Ambas as lesões permitem a entrada de germes (bactérias) na polpa dentária. Os germes podem causar uma infecção dentro do dente. Se a infecção não for tratada, ocorre um acúmulo de pus no final da raiz que se torna um “bolsão de pus” chamado abcesso. Os abcessos podem danificar o osso que envolve o dente.

Como o tratamento de canal é realizado?

O dente afetado é perfurado e a polpa é removida. A câmara pulpar e o canal radicular são então limpos, aumentados e moldados, e então reabastecidos. Após o tratamento no canal dentário afetado ele poderá durar a vida toda se o paciente manter os cuidados necessários e indicados pelo endodontista.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *